quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Shortcutz Porto #259

 Programação de curtas-metragens 

Shortcutz Porto, dia 16 de Dezembro nos Maus Hábitos, Porto 

21 horas

Entrada gratuita


O MAR JÁ NÃO PARÁ AQUI de Pedro Augusto Almeida 

Pt/ ficção,8´

Sinopse: Caldeira, estuário do Sado. Um catador de moluscos e seu amigo passam a manhã recolhendo a fartura da maré. O dia está cheio de surpresas.





DIREITO À MEMÓRIA de  Rúben Sevivas

Pt/ Documentário, 9´

Sinopse: Durante os 48 anos de ditadura, em Portugal, muitos foram os que se opuseram ao regime. Contudo, nenhum teve a ousadia ou o impacto do General Humberto Delgado, candidato às presidenciais em 1958 pela oposição. No dia 22 de maio do mesmo ano, o General proferiu o célebre discurso com que encerrou o comício de chaves, no Cine-Parque. A PIDE destruiu os registos de voz do General, depois da campanha eleitoral, exceto este. A gravação sobreviveu por ter sido enterrada num quintal durante vários anos.O discurso resistiu ao tempo, o Cine-Parque não…




SOFIA de Filipe Ruffato e Gonçalo Viana

Ficção/ 10´

“Num único e ousado plano-sequência Sofia é um filme onde vemos desdobrar medos, incompreensões, preconceitos, ânsias e desejos, sendo que todos esses sentimentos – e muitos outros, ainda – surgem e desaparecem nas entrelinhas do não-dito. Um belíssimo olhar sobre a nossa precária condição humana.”




Luísa Sequeira, programadora do Shortcutz Porto




quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Shortcutz Porto #258

 


Programação Novembro

Shortcutz Porto 

17 de Novembro de 2020

21h00

Maus Hábitos/ Entrada gratuita







O MAR JÁ NÃO PARÁ AQUI de Pedro Augusto Almeida 

Pt/ ficção,8´

Sinopse 

Caldeira, estuário do Sado. Um catador de moluscos e seu amigo passam a manhã recolhendo a fartura da maré. O dia está cheio de surpresas.


ABEBA de  Zelalem Woldemariam

Suécia, Etiópia e Portugal, Ficção/ 12´

Sinopse:

"ABEBA é um filme sobre expectativas, desilusões e sobre ver as coisas como elas realmente são. Uma bebé é abandonada pela mãe num parque de estacionamento em Addis Ababa.

A menina cresce com o sonho de voltar para junto da sua família. Aos 18 anos decide procurá-la e atravessa a Etiópia para a reencontrar. Mas o que encontra não é exactamente o que procurava. "


Projeto convidado:

Campanhã é a minha casa

Em 1896 começou a história do cinema em Portugal com Aurélio Paz dos Reis, pioneiro a filmar no pais, logo no ano a seguir à invenção do Cinema pelos irmãos Lumiére. Assim, o cinema português arrancou no Porto. O primeiro quadro (assim se chamavam, na altura, aos pequenos filmes) foi a saída das operárias da Fábrica Confiança, na rua Santa Catarina. Um outro dos quadros filmado por Paz dos Reis foi a Feira do Gado na Corujeira, em Campanhã. Desse filme resta menos do que um segundo, um ápice.

Campanhã não é um território-cenário na história do Cinema Português, apesar de o Porto ser uma cidade estrela de cinema. Campanhã nunca teve uma sala de cinema, e o Porto chegou a ter 50 salas em 100 anos. Esta zona, a mais oriental da cidade, terra de quintas, de residência para os novos trabalhadores que chegavam à cidade, não despertou interesse no cinema desde o Paz dos Reis em 1896, nem para ser filmada, nem como zona de usufruto da 7ª arte.

Como seria um filme em Campanhã?

 

A partir de coleções de filmes super 8 de famílias da freguesia da freguesia de Campanhã, foram desafiados 3 realizadores para construírem 3 curtas-metragens - Cláudia Varejão, Edgar Pêra e Sónia Amen.

O OFÍCIO DA ILUSÃO  de Cláudia Varejão 

2020 / 6’ / 4:3

O ofício da ilusão esculpe-se com imagens de um arquivo de família das décadas de 70 e 80 e de pequenos excertos sonoros de filmes. Madame Bovary é a heroína de Flaubert e abre as hostes deste exercício narrativo. A partir do diálogo de Ema Paiva com o seu amigo e confidente Pedro Lumiares no filme Vale Abraão de Manoel de Oliveira, entendemos a identidade de género como uma caracterização estanque de valores sociais. Ema, que aqui representa a Mulher num sentido mais lato, herda uma vida tradicional numa sociedade patriarcal. Neste semblante de opressão, Ema interroga a sua condição e a sociedade em que se insere. Graças ao bovarismo integrante em cada mulher, a força da desobidiência queimará o caminho que outrora fora idealizado para si. 

FITAS CIRÚRGYKAS de Edgar Pêra

2020, 10’ 

A partir dos arquivos de imagens de Domingos Oliveira Santos – artista multifacetado e cirurgião. 

MENINA ANALÓGICA de Sónia Amen

PT, ficção, 2020, 11'

De todas as viagem que podemos fazer na vida, a maior e mais importante é aquela que nos leva de volta a nós mesmos. A viagem constante, eterna, é tal que nos leva bem dentro de nós, num jogo de memória, onde nos reencontramos, nos descobrimos, e olhamos de novo aqueles que de forma mais nítida, com sangue e amor, deixaram a sua inscrição no tempo.

Sim, a maior viagem é sempre dentro de nós. Neste filme, neste auto-retrato, neste jogo de memória, que nos agita entre 1969, em angola, quando ainda nem tinha nascido, e o presente, passando pela minha meninice em 1980, descubro de novo o essencial, e quase sem saber como, dou comigo a voltar ao princípio, ao eterno recomeço, que é uma indefinida tarde de julho, princípio de tudo, criação do mundo, inscrito no meu, no nosso coração.


sábado, 26 de setembro de 2020

Shortcutz Porto 10 anos

 

Shortcutz Porto # 257


7 de Outubro, 20 horas

Maus Hábitos

Entrada gratuita



Para esta sessão especial do Shortcutz Porto 10 anos,  convidamos 3 festivais de cinema;  o Family Film Project, o Curtas de Vila do Conde e o Porto Femme para apresentarem e partilharem a programação nesta edição especial do Shortcutz Porto.

BUSTARENGA

de ANA MARIA GOMES

2019 | Portugal, France | DOCUMENTAL | 30 '

Sinopse

Como acontece em todos os verões desde que nasceu, Ana vai a Bustarenga, uma pequena aldeia situada na montanha, no interior de Portugal. Aos 36 anos, esta parisiense de origem portuguesa ainda é solteira. Os habitantes da aldeia, preocupados com o seu futuro, fazem-a compreender que o tempo urge. Ana vai ouvir os conselhos e os avisos dos moradores para encontrar o príncipe encantado segundo os preceitos da aldeia.




SER E VOLTAR

de XACIO BAÑO

2014 | ESPANHA | DOC / EXPERIMENTAL | 14 '

Sinopse

Um jovem (?) realizador volta a casa dos avós para lhes fazer um vídeo-retrato. É sobre isso que é o cinema, não é?  





I SPY

do Coletivo de realizadoras ( Jacqueline Baffico, Luciana Digiglio, Malena Laiño, Gabriela Fernández, Agostina Ravazzola, Ann Lopez Angulo, Malena Martínez, Ileana Andrea Gomez

Gavinoser, Lola Barreto, Cez Comerci, MaricelIgnatti, Marina Lisasuain, Laura Norma Martínez, Alicia Rosenthal, Paula Herrera Vivas , Patricia Menghi, Belén Tagliabue, Ana Martín, Irene Blei,

Gabriela Clar , Isabel Macías, Elena Aracena , Milena Lois, Raquel De Simone, Paola Bellato, Isabel

Estruch, Sofía Ugarte, Gala Moser

2019 | ARGENTINA | ANIMAÇÃO | 6 '

Sinopse

RAMA, Red Argentina de Mujeres Animadoras, é um coletivo de mulheres ligadas à Animação que enfrentam o trabalho em projetos comunitários sem hierarquias internas. É um grupo diversificado e inclusivo que abraça a fraternidade e os ideais de ajuda mútua.

Filme coletivo de animação que conecta o olhar curioso de 33 mulheres mostrando sentimentos e emoções.

I Spy é um jogo de descoberta. Por meio de perguntas e uma inspeção sensível, percebemos algo que outra pessoa pode estar observando diante dos meus olhos.











sexta-feira, 3 de julho de 2020

ORIENTE EM CENA

Maus Hábitos
Dia 8 de Julho 

ORIENTE EM CENA
A sessão 256 do Shortcutz Porto é dedicada ao oriente, nesta sessão e em parceria com o DocBrazil ( festival dedicado a filmes documentários sobre a china) e o Porto Femme ( Um festival de cinema no feminino que pretende exibir e divulgar o trabalho das mulheres na sétima arte) exibimos dois documentários e duas curtas-metragens de animação de artistas chinesas.



Programação:

Pioneiras - Artistas Feministas Chinesas 
2017 |  21´| DOC|China | Legendas Inglês
Realizador:  Sean ZHONG Zhihao.
Um grupo de artistas tenta fazer a diferença através de seu trabalho para expandir o conhecimento do feminismo com poderoso impacto visual. Além de pinturas e esculturas, essas mulheres também criam arte performática, produzem filmes, teatro e escrevem artigos na era moderna da China. Elas são pioneiras em uma sociedade conservadora. Cada uma tem uma visão única sobre a busca pela igualdade de gênero em uma sociedade harmoniosa. Este filme resulta de um  projeto de final de ano do jovem cineasta Sean ZHONG Zhihao.

Pioneiras - Artistas Feministas Chinesas 
SHADOW
Três gerações de mulheres chinesas falam da infância, do amor, do casamento, do trabalho e de sonhos, descrevendo como a vida mudou dramaticamente para as mulheres na China ao longo de um século.

JUNE LILY
2018 | 5’06’’ | Animação |China
Realizador(a)/Director: Tan Yuehan
Produção/Production: Hong Kong Baptist University
Sinopse
A cena por trás da porta da casa de banho continua a aparecer-lhe repetidamente nos seus pesadelos. Ela tentou cortar o cabelo para se esquecer das más memórias, mas não conseguiu.As jovens continuavam a passar pelos mesmos dilemas. No entanto, o de June Lily acabou por finalmente esmorecer e cair.Ao enfrentar o horrível poder masculino e a destruição do corpo e da alma, ela escolhe fugir ou …


SHADOW
2017| 5’32’’ |Aninação| China
Director: Lei Lei
Production: Lei Lei
 Sinopse
Esta animação faz o relato das lesões infligidas a uma jovem depois de ser seguida e sexualmente assediada, combinando pintura de óleo e fotografia.


Filhas da China (Hijas de China) de Vera Penêda.
2013 |10´ | Doc  | 10’ |Legendas em português

Realizadora : Vera Penêda
Sinopse:
Uma mulher que cresceu na China durante a ocupação japonesa (1931-1941) e que nunca teve um sonho; a filha, que desejava ser soldado, mas que foi seleccionada para trabalhar como vendedora durante a Revolução Cultural (1966-1976); e a neta, filha única, nascida na China dos anos 80, bailarina de cabaret e burlesco, indiferente ao rótulo de “mulheres-sobra” (leftover women), imposto pela sociedade chinesa por ainda ser solteira aos 27 anos.



Filhas da China de Vera Penêda.

domingo, 21 de junho de 2020

Shortcutz Porto "Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil" do realizador Belisário Franca

Shortcutz Porto
20h30
Maus Hábitos

Nesta 255 edição do Shortcutz Porto em parceria com a Mupi Gallery exibimos o filme "Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil" do realizador Belisário Franca, com apresentação do artista Mãe Paulo.

Sinopse "A partir da descoberta de tijolos marcados com suásticas nazistas em uma fazenda no interior de São Paulo, o filme acompanha a investigação do historiador Sidney Aguilar e a descoberta de um fato assustador: durante os anos 1930, cinquenta meninos negros foram levados de um orfanato no Rio de Janeiro para a fazenda onde os tijolos foram encontrados.
"Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil" do realizador Belisário Franca
+ sobre a exposição: http://ciaexcessos.com.br/mae-paulo/exposicoes/doente-de-brasil/
+ sobre as obras da exposição: http://ciaexcessos.com.br/mae-paulo/obras/doenca-de-brasil/
Sobre o artista:
Mãe Paulo vive e trabalha entre Portugal e Brasil. É artista e curador independente, membro fundador da Cia. Excessos e da eRevista Performatus, e organizador e diretor da Mostra Performatus. Atualmente, é mestrando em Artes Plásticas com percurso em Escultura na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em Portugal. Também, nessa mesma faculdade, fez uma especialização em Práticas Artísticas Contemporâneas e, na Faculdade de Letras dessa mesma universidade, licenciou-se em História da Arte. Tem integrado exposições coletivas nacionais e internacionais, e algumas de suas obras integram permanentemente o acervo de alguns museus, como o do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, RJ, Brasil), o do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (Niterói, RJ, Brasil) e o da Fundação Memorial da América Latina (São Paulo, SP, Brasil). Participou das seguintes residências artísticas: Programa de Residências Despina (Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 2019); Fjúk Arts Centre (Húsavík, Islândia, 2015-16); e Casa do Sol – Instituto Hilda Hilst (Campinas, SP, Brasil, 2014).
+ sobre o artista: http://ciaexcessos.com.br/mae-paulo
Sobre o realizador:
Belisário Franca nasceu no Rio de Janeiro em 1960. É diretor de cinema e televisão. Realizou séries de TV como “Além-Mar” e “Música do Brasil”. Dirigiu os documentários “Estratégia Xavante” (2007), “Cena Crua” (2011), “Amazônia Eterna” (2014), “Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil” (2016) e “Soldados do Araguaia” (2017).


Brasil, 2016, Doc., 79′, Cor, M/Livre


Este documentário faz parte da exposição …que eu também não adoeça de Brasil!, do artista transdisciplinar Mãe Paulo, é uma espécie de colagem elaborada a partir de imagens e textos de autorias aleatórias encontrados em redes sociais, os quais abordam momentos tenebrosos da recente história do Brasil: o dia em a maior floresta tropical do mundo teve diversos pontos queimados e o dia em que o ex-secretário de cultura fez um pronunciamento público sem disfarçar a sua cariz nazi-fascista. Claramente, notamos que a pesquisa antropológica e sociopolítica são disciplinas que fazem parte do processo criativo do artista na elaboração de uma proposição visual, onde a política e a poética são impensáveis de modo independente.


sábado, 30 de maio de 2020

Shortcutz Porto, dia 3 e 17 de Junho de 2020 nos Maus Hábitos

Regresso do Shortcutz Porto!!! 

Dia 3 e 17 de junho às 20h30, regresso aos Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural.
Em Junho, convidamos a associação JackBackPack a apresentar o trabalho que têm desenvolvido em cinema, contamos com a participação do Francisco Ferreira e do Luís Urbano.


Shortcutz Porto sessão # 253  (três curtas realizadas no âmbito do Projecto Ruptura Silenciosa) dia 3 de Junho 

Sizìgia (de Luís Urbano)_2012 | 17' | cor | 16:9 I Ficção 
A Limpeza (de Manuel Graça Dias)_2013 | 19'31'' | cor | 16:9 I Ficção http://www.jackbackpack.org/a-limpeza
Panorama (de Francisco Ferreira)_2013 | 21'08'' | cor | 2:39:1 I Ficção http://www.jackbackpack.org/panorama

Shortcutz Porto e  Ruptura silenciosa

Shortcutz Porto sessão # 253  (três curtas realizadas no âmbito do Projecto  JackBackPack ) dia 17 de Junho 
Como se Desenha uma Casa (de Luís Urbano)_2014 | 19’29” | cor | 16:9 I Ficção - http://www.jackbackpack.org/como-se-desenha-uma-casaAnywhere (de Francisco Ferreira)_2014 | 9'32'' | cor | 2:35:1 I Ficção - http://www.jackbackpack.org/anywhereMorada (de Luís Urbano)_ 2019 I 23’45’’ I cor I 16:9 I Documentário - https://www.mapadahabitacao.arq.up.pt/pt/documentario
Shortcutz Porto e  JackBackPack 

A JackBackPack é uma associação cultural dedicada a promover as intersecções entre a arquitectura e o cinema. Publicamos uma revista (JACK), editamos livros (BACK), produzimos filmes (PACK) e organizamos eventos. A JackBackPack foi criada na sequência do Projecto de Investigação Ruptura Silenciosa.
Seguiremos com as recomendações da DGS e contaremos com a vossa colaboração para aceder aos espaços de exposição/cinema à mesa sempre com uso de máscara, retirando apenas quando estiver sentado, respeitando as regras de distância de segurança, os cuidados de higiene e à lotação da sala.
#shortcutzporto #cinemacurto #curtas #JackBackPack #shortcutz

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Anne Seibel MOVIE TALK live no facebook do Shortcutz Porto

Hoje, dia 27 de Maio,  às 19 horas  MOVIE TALK  no facebook do Shortcutz Porto!

Anne Seibel live no facebook do Shortcutz Porto

A convidada desta MOVIE TALK é a 'prodution designer', Anne Seibel! 
Anne recebeu a nomeação para o Óscar de Melhor Direcção de Arte com "Midnight in Paris" de Woody Allen e tem vindo a trabalhar com realizadores como Sofia Coppola em ‘Marie Antoinette', Steven Spielberg em ‘Munich', Clint Eastwood em ‘Hereafter’, Night Shyamalan em 'The Happening', Ralph Fiennes com 'The White Crow’ ou Randall Wallace em 'The man in the Iron Mask'. MOVIE TALKZ, um projecto da Shortcutz Network
#shortcutzporto #shortcutz #shortcutznetwork